A produtora Vila do Cinema estreia-se na organização de uma mostra de cinema, esforçada por integrar alguns dos mais significativos grupos de imigrantes residentes em Lisboa .
A Cinemela apresenta filmes icónicos e premiados, cinema documental, curtas e abre espaço aos novos e jovens realizadores Sul Asiáticos.

A 1ª edição é dedicada ao Bangladesh, com homenagem ao galardoado realizador Tareque Masud. O seu filme Matir Molina (O Pássaro de Barro) foi premiado com o FIPRESCI, na secção Directors’ Fortnight no Festival de Cannes de 2002. Matir Molina foi, também, o primeiro filme bangladeshiano a competir para os Óscares da Academia, na categoria de Melhor Filme Estrangeiro.